(Humor) Comprovando a hipótese das expectativas racionais

A hipótese das expectativas racionais é considerada o marco teórico da nova economia clássica e se tornou popular entre os economistas a partir da década de 1970, sendo largamente utilizada em modelos e na análise macroeconômica.

O pressuposto das expectativas racionais é um conceito econômico formulado pela primeira vez por John Muth, em 1961, e que se popularizou após a publicação de artigo assinado por Robert Lucas e Leonard Rapping, em 1969.

Seu cerne se baseia nas hipóteses de que é possível mensurar as probabilidades de ocorrência de cenários futuros e que as pessoas conseguem realizar esse cálculo de maneira correta.

Para isso, os agentes econômicos utilizam toda a informação disponível sobre o atual comportamento e as previsões para o futuro da economia.

Com base na experiência e nas informações disponíveis, os agentes antecipam de forma racional os eventos futuros, reagindo no presente em consonância com as expectativas formadas.

Essa teoria tem sido fortemente criticada por economistas heterodoxos. Mais tarde alguns psicólogos passaram a fazer experimentos para contrapor a tese ortodoxa. Estes trabalhos vieram fomentar o campo de estudo da chamada economia comportamental.

Tem um texto sobre esse tema aqui no site.

Para estes estudiosos, há dois problemas na teoria das expectativas racionais:

1) o futuro é incerto, ou seja, não há possibilidade de calcular objetivamente probabilidades de cenários futuros, pois o amanhã é resultado de uma sucessão de eventos que não são previamente conhecidos;

2) os indivíduos não possuem capacidade de processar todas as informações necessárias para descobrir as probabilidades reais de ocorrência de eventos futuros, ou seja, as pessoas têm racionalidade limitada.

Entretanto, nos últimos tempos tem havido um novo conjunto de fatores que têm permitido resgatar a validade da teoria das expectativas racionais.

Com a queda dos juros que remuneram os títulos de renda fixa, muitos jovens descobriram a bolsa de valores. Os relatos de ganhos e aplicações de estratégias infalíveis para prever os movimentos futuros dos preços nos fazem crer que os mecanismos que confirmam a teoria das expectativas racionais estavam apenas adormecidos, e que agora estão funcionando perfeitamente.

Isso é provado empiricamente, a partir das mais diversas experiências relatadas sobre os ganhos em operações de “day trade” e o uso de robôs na bolsa brasileira.

Fiquemos com alguns destes relatos:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s